Região de Passo Fundo é mais uma vez classificada na bandeira vermelha
21 novembro 2020 - 14h29
Visualizações: 123

Na 29ª rodada, o mapa preliminar do Distanciamento Controlado traz 13 regiões em bandeira vermelha (risco epidemiológico alto).

Desde a 28ª rodada, o Rio Grande do Sul vem percebendo aumento nas hospitalizações por Covid-19 e nas internações em leitos de UTI, o que justifica o retorno de um grande número de regiões em vermelho.

As regiões Covid de Novo Hamburgo, Capão da Canoa, Canoas e Ijuí já haviam sido classificadas como risco alto na rodada vigente e, neste mapa preliminar, seguem em vermelho. Unem-se a elas as regiões de Caxias do Sul, Uruguaiana, Erechim, Palmeira das Missões, Porto Alegre, Passo Fundo, Guaíba, Santa Maria e Lajeado.

As regiões em cogestão classificadas em bandeira vermelha podem adotar regras de bandeira laranja, e as classificadas em laranja podem adotar protocolos de bandeira amarela, basta que enviem protocolos próprios adaptados à Secretaria de Articulação e Apoio aos Municípios (Saam).

Paralelamente aos pedidos de cogestão, o Estado aceitará pedidos de reconsideração à classificação de risco, que podem ser feitos via associação regional por meio de formulário eletrônico (pelo link https://forms.gle/emxLBwH6oWNPFVie9), no prazo máximo de 36 horas após a divulgação do mapa preliminar – até as 6h de domingo (22/11).

A adoção de protocolos alternativos não altera as cores do mapa definitivo, que será divulgado após análise dos recursos pelo Gabinete de Crise, na tarde de segunda-feira (23/11), por meio de notícia publicada no site do governo do Estado. A vigência das bandeiras da 29ª rodada começa à 0h de terça-feira (24/11) e se encerra às 23h59 de segunda-feira (30/11).

Fonte:

DM

veja também
Inter perde para o Fluminense, de virada, no Beira-Rio, e cai para a quarta colocação no Brasileiro
Grêmio empata com o Corinthians, com dois a mais no campo
publicidade