Gaúchos poderão observar eclipse lunar parcial na próxima terça-feira(16)
15 julho 2019 - 14h57
Visualizações: 276

Evento ocorre quando parte da Lua cheia é coberta pela sombra que a Terra, iluminada pelo Sol, projeta no espaço

Apenas 12 horas após uma ocultação de Saturno pela Lua, mais um fenômeno no céu poderá ser observado do Rio Grande do Sul na terça-feira (16). Trata-se de um eclipse lunar parcial – imersão de uma parte da Lua cheia dentro da sombra que a Terra, iluminada pelo Sol, projeta no espaço.

O fenômeno começa por volta das 15h40min, com o primeiro contato do satélite com a região da penumbra, zona de obscurecimento parcial que circunda o cone de sombra terrestre. De acordo com o o físico e astrônomo do Departamento Interdisciplinar da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) Luiz Augusto L. da Silva, esta primeira parte será pouco perceptível.
— O primeiro contato com a sombra se dá às 17h02min. A partir daí, o eclipse começa a ser perceptível. A fase máxima será às 18h31min, e a saída da sombra às 20h. Este instante representa o final do eclipse perceptível, uma vez que a saída da penumbra (às 21h18min) é muito discreta. No máximo do eclipse, 65,3% do diâmetro lunar estará dentro da sombra da Terra — afirma Luiz.

Na Capital e na Região Metropolitana, a Lua já nascerá eclipsada, às 17h36min. Portanto, o instante máximo do eclipse poderá ser conferido pelos porto-alegrenses. O último eclipse lunar visível para os gaúchos ocorreu em 20 de janeiro deste ano. Ele foi total, mas a visibilidade foi prejudicada por conta das más condições meteorológicas. O próximo acontecerá em 5 de junho do próximo ano e será do tipo penumbral.

Fonte: Gaúcha Zh

veja também
EM Ibiaçá emoção e gratidão na despedia do padre Edson Priamo
PRF recupera automóvel clonado na BR 116 em Vacaria
publicidade