História de jovem que escala hospital para ver mãe com covid comove o mundo
22 julho 2020 - 15h32
Visualizações: 175

A história do jovem palestino que escalava a parede do hospital todo dia para ver a mãe, que estava internada com coronavírus, pela janela da unidade conquistou e comoveu os internautas nas redes sociais. A publicação que conta a história de Jihad Al-Suwaiti, de 30 anos, e sua mãe já foi compartilhada mais de 200 mil vezes no Twitter após ser publicada no perfil do ativista e CEO da organização Patriotic Vision Mohamad Safa.



Segundo informações da emissora Al-Jazeera, que publicou o caso e divulgou nas redes sociais, e do site britânico The Mirror, a mãe de Jihad, Rasmi Suwaiti, de 73 anos, foi internada com os sintomas do coronavírus no Hospital Estadual de Hebron, mas já vinha recebendo um tratamento para leucemia. Os dois são da Cisjordânia.



Desde que estava internada, Jihad escalava todos os dias os canos das paredes dos hospital para observar a mãe pela janela do segundo andar, já que quando as pessoas tem suspeita de coronavírus elas não podem receber visitas de parentes no quarto. Ao saber da atitude do rapaz, o hospital instruiu o jovem a não escalar os canos do local por causa do perigo de queda, mas ele continuou fazendo isso durante todos os cinco dias em que sua mãe esteve internada no local.



Uma fonte do hospital ainda informou que o jovem passava quase que o dia inteiro observando sua mãe e só deixava a janela da unidade de saúde quando tinha certeza que a mesma estava dormindo. A mãe de Jihad faleceu no último dia 16.



"Ele era muito próximo da nossa mãe, especialmente depois que nosso pai morreu, há 15 anos", disse o irmão de Jihad para a imprensa da região.



Jihad teria conseguido, no entanto, entrar no quarto de sua mãe uma vez para se despedir dela antes do falecimento da mesma.




veja também
Líbano lida com devastação feita por explosões no porto
Mais 4,8 milhões recebem novas parcelas do auxílio nesta quarta
publicidade